AOS AMIGOS DESTE BLOG

ESTE BLOG É DE PROPRIEDADE DE ITALO JUNIOR

segunda-feira, 7 de junho de 2010

OS ESSÊNIOS



Os essênios eram originários do Egito e foram uma das principais seitas religiosas da Palestina. Durante a dominação do Império Selêucida, em 170 a.C., formaram um pequeno grupo de judeus que abandonou as cidades e rumou para o deserto, passando a viver às margens do Mar Morto e cujas colônias estendiam-se até o vale do Nilo.

Eles faziam do respeito à vida, um exercício prático que levava à efetiva realização da virtude e à plenitude da vida moral. Escreveram os mais antigos textos bíblicos e influenciaram profundamente o cristianismo. Possuíam moralidade exemplar através de costumes corretos e pacíficos. Dedicavam-se ao estudo espiritualista, à contemplação e à caridade, ao contrário do materialismo vigente na época. Era um povo além de seu tempo servindo a Deus pelo auxilio ao próximo, expurgando sacrifícios no altar e o culto de imagens.

Na sociedade livre dos essênios não havia escravos e difundiam a verdadeira igualdade e fraternidade entre os homens rompendo com o conceito da propriedade particular. Trabalhavam individual e coletivamente, se sustentando do que produziam e desempenhando atividades que não envolviam destruição ou violência. Vivendo em comunidades distantes, eles procuravam encontrar na solidão do deserto o lugar ideal para desenvolverem a espiritualidade e estabelecer a vida comunitária, onde a partilha dos bens era a regra, já que um essênio não podia esconder suas posses.

Não se encontravam entre eles armeiros e açougueiros e aos leigos, eram ensinados as doutrinas da seita por escribas, mestres e instrutores, numerosos entre eles. Como na hora das refeições, seus membros cultivavam o silêncio e vestiam-se de branco. Cultivavam hábitos saudáveis seguindo uma alimentação vegetariana, ao mesmo tempo zelando pelo corpo e a higiene pessoal. Apesar da falta de água no deserto, ela era armazenada em cisternas a partir da chuva para eles se banharem duas vezes ao dia, sempre antes das refeições, acreditando que purificavam o corpo e a alma.

Muitas informações sobre os essênios são desconhecidas ou baseadas em hipóteses e muito de seus manuscritos, depois do ataque romano ao monastério de Qumran, foram escondidos em potes de cerâmicas e enterrados em cavernas. Construíram muitas oficinas, olarias, despensas, refeitórios, cisternas e escritórios. Apesar disso, o legado essênio conta com 11 manuscritos mais ou menos completos e milhares de fragmentos de mais de 800 deles em pergaminho e papiro. Muitos desses textos são cópias de livros bíblicos e o restante de livros apócrifos, que na doutrina cristã não foram incluídos pela Igreja no Cânon das Escrituras autênticas e divinamente inspiradas.

O estilo de vida dos essênios se assemelhava muito com a dos primeiros cristãos, fazendo alguns pensarem que Jesus fez parte dessa seita antes de começar sua missão divina. É incerto que Jesus tenha conhecido a seita essênica, vivido entre eles e adquirido seus ensinamentos através da doutrina que pregavam. A falta de relatos de onde esteve Jesus entre seus 13 e 30 anos leva muitos estudiosos a acreditarem que Ele viveu junto a esse povo, mas é mera especulação que Ele tenha feito parte dela, e tudo o que se escreveu sobre esse assunto não tem comprovação.

Fato intrigante é que, sendo os essênios uma das três mais importantes seitas da Palestina naquela época, o evangelho simplesmente não fala deles. Os essênios, igualmente ao Mestre, professava o amor pelos animais e a alimentação sem carne, coisas estas que haviam sido ditas como Sagradas não encontraram nenhuma menção nas Escrituras. Muito do que ensinou Jesus de Nazaré permaneceu oculto nos escritos sem autenticidade e não foi reconhecido na recompilação dos escritos que hoje nos são apresentados como evangelho oficial.

De acordo com os manuscritos do Mar Morto, alguns costumes dos essênios e alguns textos antigos, que de forma significativa foram omitidos nas páginas da Bíblia, nos dizem sobre o curandeirismo, a reencarnação, a divisão das colheitas, o povo no poder, o vegetarianismo e a relação pacífica dos homens com os animais. Estes, não encontraram nenhum lugar na Bíblia eclesiástica. Tais temas podem ter sido censurados ao ameaçarem o interesse e o reinado dos papas e dos reis. Na Bíblia oficial foram silenciadas muitas coisas, ocultando a luz da Verdade. O certo é que, os essênios e Jesus foram grandes amigos e protetores dos animais.

Oração dos Essênios à Mãe Terra

Abençoado seja o Filho da Luz que conhece sua Mãe Terra
Pois é ela a doadora da vida.
Saibas que a sua Mãe Terra está em ti e tu estás Nela.
Foi Ela quem te gerou e que te deu a vida
E te deu este corpo que um dia tu lhe devolvas.
Saibas que o sangue que corre nas tuas veias
Nasceu do sangue da tua Mãe Terra,
O sangue Dela cai das nuvens, jorra do ventre Dela
Borbulha nos riachos das montanhas
Flui abundantemente nos rios das planícies.
Saibas que o ar que respiras nasce da respiração da tua Mãe Terra,
O alento Dela é o azul celeste das alturas do céu
E os sussurros das folhas da floresta.
Saibas que a dureza dos teus ossos foi criada dos ossos de tua Mãe Terra.
Saibas que a maciez da tua carne nasceu da carne de tua Mãe Terra.
A luz dos teus olhos, o alcance dos teus ouvidos
Nasceram das cores e dos sons da tua Mãe Terra
Que te rodeiam feito às ondas do mar cercando o peixinho.
Como o ar tremelicante sustenta o pássaro
Em verdade te digo, tu és um com tua Mãe Terra
Ela está em ti e tu estás Nela.
Dela tu nasceste, Nela tu vives e para Ela voltará novamente.
Segue, portanto, as Suas leis
Pois teu alento é o alento Dela.
Teu sangue o sangue Dela.
Teus ossos os ossos Dela.
Tua carne a carne Dela.
Teus olhos e teus ouvidos são Dela também.
Aquele que encontra a paz na sua Mãe Terra
Não morrerá jamais,
Conhece esta paz na tua mente
Deseja esta paz ao teu coração
Realiza esta paz com o teu corpo.


Seja feliz e encontre-se.

Ame-se e evolua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário