AOS AMIGOS DESTE BLOG

ESTE BLOG É DE PROPRIEDADE DE ITALO JUNIOR

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

SOBRE O CARNAVAL - EMMANUEL PISICOGRAFIA DE CHICO XAVIER




Nenhum espírito equilibrado em face do bom senso, que deve presidir a existência das criaturas, pode fazer a apologia da loucura generalizada que adormece as consciências, nas festas carnavalescas.

É lamentável que, na época atual, quando os conhecimentos novos felicitam a mentalidade humana, fornecendo-lhe a chave maravilhosa dos seus elevados destinos, descerrando-lhe as belezas e os objetivos sagrados da Vida, se verifiquem excessos dessa natureza entre as sociedades que se pavoneiam com o título de civilização.

Enquanto os trabalhos e as dores abençoadas, geralmente incompreendidos pelos homens, lhes burilam o caráter e os sentimentos, prodigalizando-lhes os benefícios inapreciáveis do progresso espiritual, a licenciosidade desses dias prejudiciais opera, nas almas indecisas e necessitadas do amparo moral dos outros espíritos mais esclarecidos, a revivescência de animalidades que só
os longos aprendizados fazem desaparecer.

Há nesses momentos de indisciplina sentimental o largo acesso das forças da treva nos corações e, às vezes, toda uma existência não basta para realizar os reparos precisos de uma hora de insânia e de esquecimento do dever.

Enquanto há miseráveis que estendem as mãos súplices, cheios de necessidade e de fome, sobram as fartas contribuições para que os salões se enfeitem e se intensifiquem o olvido de obrigações sagradas por parte das almas cuja evolução depende do cumprimento austero dos deveres sociais e divinos.

Ação altamente meritória seria a de empregar todas as verbas consumidas em semelhantes festejos, na assistência social aos necessitados de um pão e de um carinho.

Ao lado dos mascarados da pseudo-alegria, passam os leprosos, os cegos, as crianças abandonadas, as mães aflitas e sofredoras.

Por que protelar essa ação necessária das forças conjuntas dos que se preocupam com os problemas nobres da vida, a fim de que se transforme o supérfluo na migalha abençoada de pão e de carinho que será a esperança dos que choram e sofrem?

Que os nossos irmãos espíritas compreendam semelhantes objetivos de nossas despretenciosas opiniões, colaborando conosco, dentro das suas possibilidades, para que possamos reconstruir e reedificar os costumes para o bem de todas as almas.

É incontestável que a sociedade pode, com o seu livre-arbítrio coletivo, exibir superfluidades e luxos nababescos, mas, enquanto houver um mendigo abandonado junto de seu fastígio e de sua grandeza, ela só poderá fornecer com isso um eloqüente atestado de sua miséria moral.

Emmanuel

Psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier em Julho de
1939.

(Encartado também na Revista Internacional de Espiritismo,
(Exemplar de Janeiro de 2001 páginas 565 e 566 - Editoras O Clarim)

domingo, 27 de fevereiro de 2011

FILME VOCE PODE CURAR SUA VIDA - DUBLADO - Louise L. Hay



SINOPSE: 
Depois do sucesso de Quem Somos Nós? e O Segredo, a autora best-seller Louise Hay transforma um dos livros de auto-ajuda mais vendidos da história editorial em mais uma superprodução de cinema de bem-estar. Baseado no livro que vendeu mais de 35 milhões de cópias e foi traduzido para 29 idiomas, Você Pode Curar Sua Vida conta também com a participação especial de Esther e Jerry Hicks, autores de A Lei Universal da Atração e Peça e será atendido. Misturando episódios dramáticos com depoimentos de alguns dos autores e professores mais conhecidos na área de bem-estar, o filme lhe ensinará como curar suas feridas emocionais e psicológicas e assim curar sua vida. Através de lições práticas e dramatizações comoventes, você aprenderá como usar afirmações positivas para transformar a sua auto-estima, seus relacionamentos, sua saúde, suas finanças e sua carreira. Um filme para deixar de sofrer, curar suas feridas e viver a vida plena que você merece!


Revista Reformador - Agosto -1997

CLIQUE EM CIMA DO LIVRO PARA VISUALIZAR EM TELA CHEIA. BOA LEITURA


Revista Reformador - Maio -1997

CLIQUE EM CIMA DO LIVRO PARA VISUALIZAR EM TELA CHEIA. BOA LEITURA



terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

correio da umbanda Fevereiro 2006

Clique em cima para visualizar em tela cheia


Correio da umbanda Janeiro 2006

Clique em cima para visualizar em tela cheia


segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Ghost Whisperer 1ª Temporada- 3º Episódio Alma Interrompida

SINOPSE:
Uma adolescente é enviada para uma clínica psiquiátrica quando sua família observa seu estranho comportamento após a morte de sua irmã gêmea. Durante uma visita em grupo organizada pela clínica, a garota foge e se esconde na loja de Melinda, onde sua irmã gêmea aparece e culpa Melinda por revelar o paradeiro da garota para os funcionários da clínica. Ao descobrir que o estranho comportamento da garota foi motivado pelo fato de sua irmã gêmea estar lhe assombrando, Melinda terá que ajudar a irmã falecida a se desculpar com sua irmã pela traição no passado, para que ela possa seguir em frente e sua irmã seja liberada da clínica. 


Ghost Whisperer 1ª Temporada- 2º Episódio A Travessia

 SINOPSE:
Um garoto que foi morto em uma batida de trem quer a ajuda de Melinda para dizer à mãe dele que sua morte não foi culpa dela.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

A história do velho carpinteiro

Um velho carpinteiro estava se preparando para se aposentar. Ele disse ao seu patrão e cliente (sob contrato) que queria abandonar a construção e se dedicar à sua família. Sua pequena pensão lhe permitiu viver confortavelmente, desde que você preste atenção.

Seu patrono e cliente estava triste em ver um trabalhador bom e lhe pediu para sair, como um favor pessoal a ele que construísse uma última casa.
O carpinteiro disse que sim, mas você podia ver que o coração se foi.Ele usou materiais de qualidade inferior e acabamentos eram pobres. Danos ao encerrar sua carreira desta maneira!


Quando o carpinteiro terminou seu trabalho, o construtor veio inspecionar a casa e entregou a chave da porta principal de seu empregado.
"Esta casa é sua", disse ele, "em reconhecimento por todos esses anos de uma boa colaboração".


Que choque!
Que vergonha! Se ele soubesse que estava construindo uma casa que ele próprio era viva ...ele teria feito muito diferente. Teria que morar na casa que havia construído sem amor.


É o mesmo para todos nós.
Nós construímos nossas vidas muitas vezes distraído maneira, sem amor. Para algumas coisas importantes que não dar o melhor de nós mesmos. Então, nós estamos chocados ao perceber que vivemos na casa que construímos. Se tivéssemos pensado antes, não teríamos construído de forma diferente.


Pense em você como um carpinteiro.
Pense na sua casa. Sempre que você dá um martelo, um prego, erguer uma parede ... Construa sabiamente. Há grandes oportunidades para que isso seja a única vida que construir esse caminho. Mesmo se você fizer apenas um dia para viver, este dia merece ser vivido em plenitude e respeitar a si mesmo. Há uma placa na parede desta casa imaginária que diz "A vida é um projeto que você constrói a si mesmo."


Quem pode dizer isso mais claramente?


Sua vida de hoje é o resultado de suas atitudes e escolhas passadas.
Sua vida amanhã será o resultado de atitudes e escolhas que você faz ...  hoje!


Autor desconhecido

Estado de Espírito

Um rei Africano tinha um amigo de infância que era muito próximo a ele.  

Este amigo tinha um hábito curioso: o que quer que o evento estava acontecendo na vida, positiva ou negativa, ele disse: "´  É ótimo!"

Um dia o rei e seu amigo saiu para caçar.
Seu amigo preparou as armas para o rei.  


Mas provavelmente foi um erro, porque uma das armas explodiu nas mãos do rei e privou do seu polegar.
 

Quando o acidente aconteceu, disse o amigo, como de costume, "  É ótimo!"
 

Para isso, o rei ficou muito zangado e disse: "  Não, não é grande em tudo" e deu provas de seu amigo, lançando-o na cadeia.
Um ano depois, o rei expulsou de seu reino e os canibais capturado e feito prisioneiro em sua aldeia.
Eles amarraram a um tronco de árvore, colocar a madeira em torno dele, e se preparou para viver na torrada para comer.
 

Mas quando eles foram incendiados, eles perceberam que estava faltando um dedo. Uma de suas crenças é que por ela comer são a mesma coisa acontecer com eles, desvinculada do Rei e deixá-lo ir.
 

No caminho para casa, exausto, chocado, ele lembrou as circunstâncias em que ele tinha perdido o seu polegar.
 

Pouco depois de chegar, dirigiu-se à prisão para falar com seu amigo.
"

Você estava certo, meu amigo, ele disse, foi ótimo que eu perdi meu polegar".
 

E contou o que tinha acontecido ao seu amigo.  

"  Eu imploro que me perdoe por deixá-lo apodrecer na prisão tanto tempo.
 

Foi errado eu ter de fazer isso. "
 

Seu amigo respondeu: "Mas não, pelo contrário, era grande!"
"

O que você quer dizer? Como é jogá-lo na cadeia, você, meu amigo, poderia ser grande?"
"

Se eu não estivesse na prisão, eu estava com você. E eles me fizeram comer."
 

O que acontece na vida nem sempre parece fazer sentido. Mas manter uma atitude positiva, você iria encontrar um caminho.  

E você vai transformar o mal em bem, a "brilhante", mesmo.
 

Basta olhar para o brilhante, e você encontrá-lo.

( autor desconhecido)

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

ENSINAMENTO

FILHA,(Iniciou ele...)
''..preste atenção em si mesmo(a),ao que te motiva...em cada ação...nos sentimentos que te movem,que te regem,
seja para o que for...ao se levantar,para viver o seu dia...trabalho temporal,espiritual,seja qual for,o que te motiva...é o que dará o curso,à todo resultado.

Por consequência,se sentimentos como Vingança,orgulho,desespero,mágoa,inveja,ressentimentos,ira,revoltas...tristeza..''obrigação''...ainda que o que estejas realizando
seja aparentemente louvável,o sentimento que o impulsiona,murchará até as flores...porque não haverá luz,em nada que concretizares...e até se com o  pão que alimentares à multidões,até este,será amargo...

Se,ao contrário,vossas motivações forem regidas por sentimentos de cristalino Amor,perdão,misericórdia,paz,esperanças,fé...justiça..se os sentimentos que te mobilizam forem à estes níveis,assim,até as lágrimas que derramares,serão benditas!E,o que fizeres,será então abençoado,e irradiado,ao Universo do Criador!Sendo assim,mesmo quando apresentar-se,de mãos vazias...Iluminará tudo à sua volta...e todos vossos projetos,e realizações,pequenos ou grandiosos,se realizarão...e prosperarão'''.

Preste atenção,em si mesmo(a)...ao que te motiva...em cada ação..nos sentimentos que te movem,que te regem,seja para o que for...pois serão eles,os sentimentos empregados em cada ação,que darão o curso,à todo Resultado...'' 

AUTORIA: RONITA ELIANE

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ghost Whisperer 1ª Temporada- 1º Episódio Pilot


SINOPSE DA SÉRIE:
Baseada nos trabalhos do médium norte-americano James Van Praagh, Ghost Whisperer mostra o dia a dia de Melinda Gordon (Jennifer Love Hewitt) que possui o dom de conversar com espíritos que ainda estão apegados ao plano terrestre devido a negócios inacabados que os impedem de seguir em paz. Com sua sensibilidade, Melinda vai ajudá-los a resolver o que ainda os prende à Terra transmitindo mensagens às pessoas com quem esses seres espirituais ainda têm pendências. Melinda é recém casada, e Jim, seu marido, se preocupa com a carga emocional que esse trabalho vai exigir de sua esposa. Melinda recentemente revelou seu dom para a amiga Delia Banks, uma mulher solteira que trabalha com Melinda no antiquário. No entanto, Melinda teme as conseqüências de envolver Delia nesse mundo misterioso. De sua parte, Melinda aceita suas habilidades como uma benção e uma maldição ao mesmo tempo, mas sempre ajuda seus clientes, vivos ou mortos, a encontrar conforto emocional.




SINOPSE 1º EPISÓDIO:
Melinda é contatada pelo espírito de um soldado que diz que ele está perdido. Melinda acredita que ele ainda não percebeu que está morto, e decide fazer uma pesquisa e descobre que ele foi dado como desaparecido desde 1972. Mas quando ela entra em contato com o filho do soldado, ele acredita que Melinda está tentando enganá-lo, e ela agora terá que encontrar uma maneira de pai e filho encontrarem um desfecho.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Resposta de Richard Simonetti à Superinteressante Sobre a Matéria de Chico Xavier

Se você não leu a reportagem clique a imagem acima para ler.


Carta enviada à revista Superinteressante por Richard Simonetti referente a matéria sobre Chico Xavier. Esta carta foi enviada diretamente ao editor da revista, Sérgio Gwercman.

Carta:
Sou assinante dessa revista há muitos anos. Sempre a encarei como publicação séria, fonte de informações a oferecer subsídios para meu trabalho como escritor espírita, autor de 49 livros publicados.

Essa concepção caiu por terra ao ler, na edição de abril, infeliz reportagem sobre Francisco Cândido Xavier, pretensiosa e tendenciosa, objetivando, nas entrelinhas, denegrir e desvalorizar o trabalho do grande médium.


Isso pode ser constatado já na seção “Escuta”, com sua assinatura, em que V.S. pretende distinguir respeito de reverência, como se reverência não fosse o respeito profundo por alguém, em face de seus méritos.


Podemos e devemos reverenciar Chico Xavier, não por adesão de uma fé cega, mas pela constatação racional, lúcida, lógica, de que estamos diante de uma personalidade ímpar, que fez mais pelo bem da Humanidade do que mil edições de Superinteressante, uma revista situada como defensora do bom jornalismo, mas que fez aqui o que de pior existe na mídia – a apreciação superficial e tendenciosa a respeito de alguém ou de uma notícia, com todo respeito, como pretende seu editorial, como se fosse possível conciliar o certo com o errado, o boato com a realidade, o achincalhe com o respeito.

Para reflexão da repórter Gisela Blanco e redatores dessa revista que em momento algum aprofundaram o assunto e nem mesmo se deram ao trabalho de ler os principais livros psicografados pelo médium, sempre com abordagem superficial, pretendendo “explicar” o fenômeno Chico Xavier, aqui vão alguns aspectos para sua reflexão e – quem sabe? – um cuidado maior em futuras reportagens.


De onde a repórter tirou essa bobagem de que “toda essa história começou com as cartas dos mortos?”
Se as eliminarmos em nada se perderá a grandeza de Chico Xavier. A história começa bem antes disso, com a publicação, em 1932, do livro Parnaso de Além-Túmulo, quando o médium tinha apenas 22 anos.


A reportagem diz: “Ele dizia que não escolhia os espíritos a quem atenderia, só via fantasmas e ouvia vozes. Mas parecia ser o escolhido por celebridades do céu. Cruz e Souza, Olavo Bilac, Augusto dos Anjos e Castro Alves lhe ditaram versos e prosa.”
Afirmativa maliciosa, sugerindo o pastiche, a técnica de copiar estilo literário. O repórter não se deu ao trabalho de observar que no próprio Parnaso há, nas edições atuais, 58 poetas desencarnados, menos conhecidos e até desconhecidos, como José Duro, Alfredo Nora, Alma Eros, Amadeu, B.Lopes, Batista Cepelos, Luiz Pistarini, Valado Rosa… Poetas do Brasil e de Portugal que se identificam pelo seu estilo, em poesias personalíssimas enriquecidas por valores de espiritualidade.

Não sabe ou preferiu omitir a repórter que Chico psicografou poesias de centenas de poetas desencarnados, ao longo de seus 75 anos de apostolado, na maior parte poetas provincianos, conhecidos apenas nas cidades onde residiam no interior do Brasil. Pesquisadores constatam que esses poemas não são “razoavelmente fiéis ao estilo dos autores”. São totalmente fiéis.
Não tem a mínima noção de que a técnica do pastiche, a imitação de estilo literário, é extremamente difícil, quase impossível. Pastichadores conseguem imitar uma página, uma poesia de alguém, jamais toda uma obra ou as obras de centenas de autores.


Afirma que Chico foi autodidata e leitor voraz durante toda a vida, sempre insinuando o pastiche. Leitor voraz? Passava os dias lendo? Só quem não conhece sua biografia pode falar uma bobagem dessa natureza, já que Chico passava a maior parte de seu tempo atendendo pessoas, psicografando, participando de reuniões e atendendo à atividade profissional. Não conheço um único documentário, uma única foto mostrando Chico lendo “vorazmente”. Ah! Sim! Para a repórter Chico certamente escondia isso.

Fala também que Chico teria 500 livros em sua biblioteca e que “a lista inclui volumes de autores cujo espírito o teria procurado para escrever suas obras póstumas, como Castro Alves e Humberto de Campos”.

E as centenas de poetas e escritores que se manifestaram por seu intermédio. Chico tinha livros deles? E de poetas que sequer publicaram livros?


Quanto a Humberto de Campos, cuja família tentou receber na justiça os direitos autorais pelas obras psicografadas por Chico, o que seria ótimo acontecer, o reconhecimento oficial da manifestação dos Espíritos, esqueceu-se a repórter de informar que Agripino Grieco, o mais famoso crítico literário de seu tempo, recebeu uma mensagem do escritor, de quem era amigo. 


Reconheceu que o estilo era autenticamente de Humberto de Campos, mas que o fato para ele não tinha explicação, já que, como católico praticante, não admitia a possibilidade de manifestação dos espíritos.

Esqueceu ou ignora que Chico, médium psicógrafo mecânico, recebia duas mensagens simultaneamente, com ambas as mãos sendo usadas por dois espíritos. Desafio Superinteressante a encontrar um prestidigitador capaz de fazer algo semelhante.

Uma pérola de ignorância jornalística está na referência sobre materialização de Espíritos: “seria necessário produzir um total de energia duas vezes maior do que é hoje produzido pela hidroelétrica de Itaipu por ano, segundo os cálculos feitos por especialistas exibidos por reportagens sobre Chico nos anos 70.” Seria superinteressante a repórter ler sobre as pesquisas de Alfred Russel Wallace, Oliver Joseph Lodge, Lord Rayleigh, William James, William Crookes, Ernesto Bozzano, Cesare Lombroso, Alexej Akzacof e muitos outros cientistas respeitáveis que estudaram o fenômeno da materialização e o admitiram. Leia, também, sobre quem eram esses cientistas, para constatar que não agiam levianamente como está na revista.

A repórter reporta-se às reuniões mediúnicas das quais Chico participava como shows que o tornaram famoso e destila seu veneno. Cita o sobrinho de Chico que, dizendo-se médium, confessou que era tudo de sua cabeça, o mesmo acontecendo com o tio. Por que passar essa informação falsa, se o próprio sobrinho de Chico, notoriamente perturbado e alcoólatra, pediu desculpas pela sua mentira? Joga penas ao vento e espera que o leitor as recolha? Omitiu também a informação de que ele confessou que pessoas interessadas em denegrir o médium pagaram-lhe pela acusação.

Eram frequentes nas reuniões a ocorrência de fenômenos como a aspersão de perfumes no ambiente, algo que, deveria saber a repórter, costuma ocorrer com os médiuns de efeitos físicos. No entanto, recusando-se a colher informações mais detalhadas sobre o assunto, limitou-se a dizer que em 1971 um repórter da revista Realidade, José Hamilton Ribeiro, denunciou que viu um dos assessores de Chico Xavier levantar o paletó discretamente e borrifar perfume no ar. Sugere que havia mistificação, aliás, uma tônica na reportagem.

Por que não foram consultadas outras pessoas, inclusive centenas que tiveram seus lenços inexplicavelmente encharcados de perfume ou a água que levavam para magnetizar, a exalar também um olor suave e desconhecido que perdurava por muitos dias?

Na questão das cartas, milhares e milhares de cartas de Espíritos que se comunicavam com os familiares, sugere a repórter que assessores de Chico conversavam com as pessoas, anotando informações para dar-lhes autenticidade. Lamentável mentira. E ainda que isso acontecesse, Chico precisaria ser um prodígio para ler rapidamente as informações e inseri-las no contexto de cada mensagem, de cada espírito, mistificando sempre.

E as mensagens dirigidas a pessoas ausentes? E os recados aos presentes? Não eram só mensagens. Eram incontáveis recados. A pessoa aproximava-se de Chico e ele, sem conhecer nada de sua vida, transmitia recados de familiares desencarnados, na condição de um ser interexistente, que vivia simultaneamente a vida física e a espiritual, em contato permanente com os Espíritos.

Lembro o caso de um homem inconformado com a morte de um filho. Ia toda noite deitar-se na sepultura do rapaz, querendo “ficar com ele”. Não contava a ninguém, nem mesmo aos familiares. Em Uberaba recebeu mensagem do filho pedindo-lhe que não fizesse isso, porquanto ele não estava lá.


Durante muitos anos Chico psicografou receituário mediúnico de homeopatia. Perto de 700 receitas numa noite. Ficava horas psicografando. E os medicamentos correspondiam à natureza do mal dos pacientes, sem que o médium deles tivesse o mínimo conhecimento. Na década de 70 tive uma uveíte no olho esquerdo. Compareci à reunião de receituário. Escrevi meu nome e idade numa folha de papel. Não conversei com ninguém. Após a reunião recebi a indicação de dois medicamentos. Tornando a Bauru, onde resido, verifiquei num livro de homeopatia que o dois medicamentos diziam respeito ao meu mal. Curaram-me.

Concebesse a repórter que, como dizia Shakespeare, há mais coisas entre a Terra e o Céu do que concebe nossa vã sabedoria, e não se atreveria a escrever sobre assuntos que desconhece, com o atrevimento da ignorância.

Outras “pérolas” da reportagem:
Oferece “explicações” lamentáveis para o fenômeno Chico Xavier.


Psicose, confundindo mediunidade com anormalidade.
Epilepsia, descarga elétrica que “poderia causar alheamento, sensação de ausência, automatismo psicomotor”, segundo a opinião de um médico. Descreve algo inerente ao processo mediúnico, que não tem nada a ver com desajuste mental, ou imagina-se que o contato com o Espírito comunicante não imponha uma alteração nos circuitos cerebrais, até para que ocorra a manifestação? E porventura o médico consultado sabe de algum paciente que produza textos mediúnicos durante a crise epilética?


Criptomnésia, memórias falsas, lembranças escondidas no subconsciente do médium, ao ouvir informações sobre o morto. Inconscientemente ele “arranjaria” essas informações para forjar a “manifestação”.


Telepatia. Aqui o médium captaria informações da cabeça dos consulentes e as fantasiaria como manifestação do morto. Como dizia Carlos Imbassahy, grande escritor espírita, inconsciente velhaco, porquanto sempre sugere que é um morto quem se manifesta, não ele próprio.


Informa a repórter que “acuado pelas críticas na Pedro Leopoldo de 15 mil habitantes, Chico resolveu fazer as malas e partir para Uberaba, um polo do Espiritismo onde contaria com um apoio de amigos”.

Mentira. Ele deixou Pedro Leopoldo, onde tinha muitos amigos, não por estar “acuado”, mas simplesmente seguindo uma orientação do Mundo Espiritual, em face de tarefas que desenvolveria em Uberaba que, então sim, com sua presença transformou- se em “polo do Espiritismo”.


Na famoso pinga-fogo a que Chico compareceu, em 1971, na TV Tupi, um marco na história das entrevistas televisivas, com uma quase totalidade de audiência, diz a repórter que Chico foi “bombardeado por perguntas. Mas se safou.” Bombardeado? Safou-se? O que foi essa entrevista, um libelo acusatório contra um mistificador? Se a repórter se desse ao trabalho de ver a entrevista toda, o que lhe faria muito bem, verificaria que o clima foi de cordialidade, de elevada espiritualidade, e que em nenhum momento os entrevistadores “bombardearam” Chico. E em nenhum momento ele deixou de responder as perguntas com a sobriedade e lisura de quem não está ali para safar-se, mas para ensinar algo de Espiritismo.

Falando da indústria (?) Chico Xavier, há um box sobre “Dieta do Chico Xavier”, que jamais fora veiculada por Chico. Usaram seu nome. Por que incluí-la nas inverdades sobre o médium, simplesmente para denegrir sua imagem, aqui sugerindo que seria ingênuo a ponto de conceber semelhante bobagem? Se eu divulgar via internet que Superinteressante recomenda o uso de cocô de galinha para deter a queda de cabelos, seria razoável que alguma revista concorrente citasse essa tolice, mencionando a suposta autoria, sem verificação prévia?


Falando dos 200 livros biográficos sobre Chico Xavier, a repórter escreve: “Tem até um de piadas, Rindo e Refletindo com Chico Xavier”. Certamente não leu o livro, porquanto não conhece nem o autor, eu mesmo, Richard Simonetti, nem sabe que não se trata de um livro de piadas, mas um livro de reflexão em torno de ensinamentos bem-humorados do médium.

Não fosse algo tão lamentável, tão séria essa agressão contra a figura respeitável e venerável de Chico Xavier, eu diria que essa reportagem, ela sim, senhor redator, foi uma piada de péssimo gosto!

Doravante porei “de molho” as informações dessa revista, sem o crédito que lhe concedia.


A repórter Gisela Branco esteve em Pedro Leopoldo e Uberaba com o propósito de situar Chico Xavier como figura mitológica. 

É uma pena! Não teve a sensibilidade nem o discernimento para descobrir o médium Chico Xavier, cuja contribuição em favor do progresso e bem estar dos homens foi tão marcante que, a exemplo do que disse Einstein sobre Mahatma Gandhi, “as gerações futuras terão dificuldade para conceber que um homem assim, em carne e osso, transitou pela Terra.”

E deveria saber que não vemos Chico Xavier como um mártir, conforme sugere. Não morreu pelo Espiritismo. Viveu como espírita. E se algo se aproxima de um martírio em seu apostolado, certamente foi o de suportar tolices e aleivosidades como aquelas presentes na citada reportagem.


Finalizando, um ditado Zen para reflexão dos redatores da Super:

O dedo aponta a lua.
O sábio olha a lua.
O tolo olha o dedo.


Richard Simonetti
Bauru, 3 de abril de 2010.
 


Fonte: teoria da conspiração

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

A Religiao dos Espiritos - Emmanuel - Chico Xavier


 SINOPSE:
Do famoso médium brasileiro Francisco cândido Xavier, psicografias do espírito Emmanuel.
O livro baseia-se na obra "O livro dos espíritos"com interpretações dos espíritos, engloba 91 sessões
públicas, na Comunhão Espírita Cristã, em uberaba, onde os textos foram sugeridos pelos participantes e
receberam os comentários de Emmanuel.
Fala de tentação, memória além tumulo, alienação mental, Mediunidade e dever, Jesus e humildade, reencarnação, falsos profetas, e muito mais.


CLIQUE EM CIMA DO LIVRO PARA VER EM TELA CHEIA. BOA LEITURA


Livro Sinal Verde - Chico Xavier




SINOPSE:
'Sinal verde' possui páginas psicografadas por Francisco Cândido Xavier que focalizam comportamentos frente às solicitações da vida. Atento às dificuldades com as quais defrontamos, André Luiz aponta as causas das aflições, indicando, ao mesmo tempo, o receituário oportuno para a saúde do corpo e do espírito.

CLIQUE EM CIMA DO LIVRO PARA VER EM TELA CHEIA. BOA LEITURA


domingo, 6 de fevereiro de 2011

CAUSAS ESPIRITUAIS DAS DOENÇAS



1 - O que estrutura espiritualmente o corpo de carne?
Emmanuel: O corpo espiritual ou perispírito é o corpo básico, constituído de matéria sutil, sobre o qual se organiza o corpo de carne.

2 - O erro de uma encarnação passada pode incluir na encarnação presente, predispondo o corpo físico às doenças? De que modo?
Emmanuel: - A grande maioria das doenças tem a sua causa profunda na estrutura semi-material do corpo espiritual. Havendo o espírito agido erradamente, nesse ou naquele setor da experiência evolutiva, vinca o corpo espiritual com desequilíbrios ou distonias, que o predispõem à instalação de determinadas enfermidades, conforme o órgão atingido.

3 - Quais os dois aspectos da Justiça?
Emmanuel: - A Justiça na Terra pune simplesmente a crueldade manifesta, cujas conseqüências transitam nas áreas do interesse público, dilapidando a vida e induzindo à criminalidade; entretanto, esse é apenas o seu aspecto exterior, porque a Justiça é sempre manifestação constante da Lei Divina, nos processos da evolução e nas atividades da consciência.

4 - Qual a relação existente entre doenças e a Justiça?
Emmanuel: - No curso das enfermidades, é imperioso venhamos a examinar a Justiça, funcionando com todo o seu poder regenerativo, para sanar os males que acalentamos.

5 - O que faz o Espírito, antes de reencarnar-se visando à própria melhoria?
Emmanuel: - Antes da reencarnação, nós mesmos, em plenitude de responsabilidade, analisamos os pontos vulneráveis da própria alma, advogando em nosso próprio favor a concessão dos impedimentos físicos que, em tempo certo, nos imunizem, ante a possibilidade de reincidência nos erros em que estamos incursos.

6 - Que pedem, para regenerar-se, os intelectuais que conspurcaram os tesouros da alma?
Emmanuel: - Artífices do pensamento, que malversamos os patrimônios do espírito, rogam empeços cerebrais, que se façam por algum tempo alavancas coercitivas, contra as nossas tendências ao desequilíbrio intelectual.

7 - Que medidas de reabilitação rogam os artistas que corromperam a inteligência?
Emmanuel: - Artistas, que intoxicamos a sensibilidade alheia com os abusos da representação viciosa, imploramos moléstias ou mutilações, que nos incapacitem para a queda em novas culpas.

8 - Que emendas solicitam os oradores e pessoas que influenciaram negativamente pela palavra?
Emmanuel: - Tarefeiros da palavra, que nos prevalecemos dela para caluniar ou para ferir, solicitamos as deficiências dos aparelhos vocais e auditivos, que nos garantam a segregação providencial.

9 - Que providências retificadoras pedem para si próprios aqueles que abraçaram graves compromissos do sexo?
Emmanuel: - Criaturas dotadas de harmonia orgânica, que arremessamos os valores do sexo ao terreno das paixões aviltantes, enlouquecendo corações e fomentando tragédias, suplicamos as doenças e as inibições genésicas que em nos humilhando, servem por válvulas de contenção dos nossos impulsos inferiores.

10 - Todas as enfermidades conhecidas foram solicitadas pelo Espírito do próprio enfermo, antes de renascer?
Emmanuel: - Nem sempre o Espírito requisita deliberadamente determinadas enfermidades de vez que, em muitas circunstâncias quais aqueles que se verificam no suicídio ou na delinqüência, caímos, de imediato, na desagregação ou na insanidade das próprias forças, lesando o corpo espiritual, o que nos constrange a renascer no berço físico, exibindo defeitos e moléstias congênitas, em aflitivos quadros expiatórios.

11 - Quais são os casos mais comuns de doenças compulsórias, impostas pela Lei Divina?
Emmanuel: - Encontramos numerosos casos de doenças compulsórias, impostas pela Lei Divina, na maioria das criaturas que trazem as provações da idiotia ou da loucura, da cegueira ou da paralisia irreversíveis, ou ainda, nas crianças-problemas, cujos corpos, irremediavelmente frustrados, durante todo o curso da reencarnação, mostram-se na condição de celas regenerativas, para a internação compulsória daqueles que fizeram jus a semelhantes recursos drásticos da Lei. Justo acrescentar que todos esses companheiros, em transitórias, mas duras dificuldades, renascem na companhia daqueles mesmos amigos e familiares de outro tempo que, um dia, se cumpliciaram com eles na prática das ações reprováveis em que delinqüiram.

12 - A mente invigilante pode instalar doenças no organismo? E o que pode provocar doenças de causas espirituais na vida diária?
Emmanuel: - A mente é mais poderosa para instalar doenças e desarmonias do que todas as bactérias e vírus conhecidos. Necessário, pois, considerar igualmente, que desequilíbrios e moléstias surgem também da imprudência e do desmazelo, da revolta e da preguiça. Pessoas que se embriagam a ponto de arruinar a saúde; que esquecem a higiene até se tornarem presas de parasitas destruidores; que se encolerizam pelas menores razões, destrambelhando os próprios nervos; os que passam, todas as horas em redes e leitos, poltronas e janelas, sem coragem de vencer a ociosidade e o desânimo pela movimentação do trabalho, prejudicando a função dos órgãos do corpo físico, em razão da própria imobilidade, são criaturas que geram doenças para si mesmas, nas atitudes de hoje mesmo, sem qualquer ligação com causas anteriores de existências passadas.

13 - Qual a advertência de Jesus para que nos previnamos dos males do corpo e da alma?
Emmanuel: - Assinalando as causas distantes e próximas das doenças de agora, destacamos o motivo por que os ensinamentos da Doutrina Espírita nos fazem considerar, com mais senso de gravidade, a advertência do Mestre: “Orai e vigiai, para não cairdes em tentação”.

Fonte: ESTUDO ESPÍRITA

Aprendendo a Amar



Estou aprendendo a aceitar as pessoas, mesmo quando elas me desapontam, quando fogem do ideal que tenho para elas. Quando me ferem com palavras ásperas ou ações impensadas. Não é fácil aceitar as pessoas assim como são e não como eu desejaria que elas fossem.

É difícil, muito difícil, mas estou aprendendo. Estou aprendendo a amar. Estou aprendendo a escutar, escutar com os olhos e ouvidos, escutar com a alma e com todos os sentidos. Escutar o que diz o coração, o que dizem os ombros caídos, os olhos, as mãos irrequietas. Escutar a mensagem que se esconde por entre as palavras corriqueiras e superficiais, descobrir a angústia disfarçada, a insegurança mascarada, a solidão encoberta. Penetrar o sorriso fingido, a alegria simulada e a vanglória exagerada. Descobrir a dor de cada coração. Aos poucos, estou aprendendo a amar.

Estou aprendendo a perdoar, pois o amor perdoa, lança fora às mágoas e apaga as cicatrizes que a incompreensão e insensibilidade gravaram no coração ferido. O amor não alimenta mágoas com pensamentos dolorosos, não cultiva ofensas com lágrimas e autocomiseração. O amor perdoa, aquece, extingue todos os traços de dor no coração.

Passo a passo, estou aprendendo a amar e perdoar.

Estou aprendendo a descobrir o valor que se encontra dentro de cada vida, de todas as vidas, valor soterrado pela rejeição, pela falta de compreensão, carinho e aceitação, pelas experiências duras vividas ao longo dos anos.

Estou aprendendo a ver nas pessoas a sua alma e as possibilidades que Deus lhes deu. Estou aprendendo, mas como é lenta a aprendizagem. Como é difícil amar, amar como Cristo amou. Todavia, tropeçando, errando, estou aprendendo, aprendendo a pôr de lado as minhas próprias dores, meus interesses, minha ambição, meu orgulho quando estes impedem o bem-estar e a felicidade de alguém.

Como é difícil amar e até amar a mim mesmo, conheço tão bem os meus defeitos e tantas vezes me sinto rejeitado, marginalizado, isolado. No entanto, estou aprendendo a me amar com amor sadio, amor livre de egoísmo sufocante, pois como poderei amar os outros se não compreendo os meus próprios sentimentos e não valorizo a minha capacidade e os meus talentos?

Mas, graças a Deus e ao Seu infinito amor, eu estou, lentamente, aprendendo a amar.

Desejamos que todos nós aprendamos cada vez mais a nos amar como Cristo nos ensina.

Fonte:
O Jaguar | Informativo da Tenda dos Irmãos do Oriente

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

CD Iemanjá Rainha do Mar



1Ví Yemanja andando no mar
 
 
1:42

2Saudação à Iemanjá
 
 
1:12

3Eram duas ventarolas
 
 
2:36

4O que barco tão lindo & Brilhou Brilhou & A marola do mar
 
 
2:14

5Eu Vi Uma Estrela Brilhar
 
 
1:16

6Arreia minhas caboclas
 
 
2:53

7Toque Para Iemanjá
 
 
0:52

8Eu sou filha de Iabá
 
 
2:04

9Na beira da praia
 
 
3:07

10Quem manda no mar
 
 
1:31

11Boa Noite Meus Irmãos
 
 
1:59

12A Sereia Quer Brincar
 
 
1:21

13Saravá Rainha Do Mar
 
 
1:52

14Eu Vi O Mundo Girar
 
 
2:02

15Nanã cadê Yemanjá
 
 
1:48

16Saravá Iemanjá
 
 
2:28

17Corre gira... corre gira
 
 
2:12

18Saia do mar
 
 
1:50

19Tem Areia No Fundo Do Mar
 
 
1:53
 

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

CD MÃE D´AGUA

01. Raio das ondas
02.
Flores no mar
03.
Canto da sereia
04.
Oxum na cachoeira
05.
Cabelo loiro
06. Pagar promessa
07.
Odo Sinhá
08. Clareia Oxum
09. Saia do mar
10. Lua prateada


Orações a Iemanjá - Odoiyá Divina Mãe Iemanjá

 

ORAÇÃO À IEMANJÁ

( Ronaldo A. Linares)
Oh! Doce, Meiga e Querida Mãe Iemanjá.
Vós permitistes que no seio de vossa morada se formassem as primitivas formas de vida,
que foram o berço de toda criação,
de toda a natureza, e de toda a humanidade,
aceitai nossas preces de Reconhecimento e amor,
Oh! visão Divina e Celestial,
que os lampejos que emanam do vosso diáfano manto de estrelas venham,
como benéficas espirituais,
aliviar os nossos males,
curar aos doentes,
apaziguar os nossos irmãos irados,
consolar os corações aflitos.
Que as flores e oferendas que depositamos em vosso tapete sagrado,
sejam por vós aceitas e quando entrarmos nas águas para vos ofertá-las
sejam as ondas do mar portadoras de vossos fluidos divinos.
Fazei, Senhora Rainha das Águas,
com que a espuma das ondas em sua alvura imaculada traga-nos a presença de Oxalá,
limpe os nossos corações de todas as maldades e malquerências.
Que os nossos corpos,
tocados por vossas águas sagradas,
liberte-se em cada onda que passa,
de todos os males materiais e espirituais.
Que a primeira onda a nos tocar afaste de nossas mentes todos os eventuais desejos de vingança.
Que a segunda onda lave nossos corações e nosso espírito,
para que não nos atinjam as infâmias e mal querência de nossos desafetos.
Que a terceira onda afaste a vaidade de nossos corações.
Que a quarta onda lave nosso corpo de todos os males e doenças físicas para que, sadios, possamos prosseguir.
Que a quinta onda afaste de nossa mente a ganância e a cobiça.
Que a sexta onda venha carregada de flores
e que o maior desejo seja o de cultivar o amor fraternal e a compaixão.
Que na sétima onda, quando puros e limpos de mente, corpo, e alma, ainda que apenas por alguns segundos,
se manifeste, se manifeste, se manifeste
o esplendor de vossa radiosa, divina e misericordiosa imagem.
é o que humildemente vos suplicam os filhos de Umbanda. 

PRECE PARA IEMANJÁ

Oh! Iemanjá, sereia do mar. Canto doce, acalanto dos aflitos.
Mãe do mundo tenha piedade de nós.
Benditas são as benções que vem do teu Reino.
Meu coração e minha Alma se abrem para receber as bênçãos de Iemanjá.
Mãe que protege, que sustenta, que leva embora toda dor.
Mãe dos Orixás, Mãe que cuida e zela pelos seus filhos e os filhos
de seus filhos.
Iemanjá, tua Luz norteia meus pensamentos e tuas águas
lavam minha cabeça.
O DÔ SEI ABÁ!

 

ORAÇÃO PARA IEMANJÁ

Vós que governais as águas,
derramai por sobre a humanidade a vossa proteção,
fazendo assim Divina Mãe,
uma descarrego de toda a negatividade em seus corpos,
limpando suas almas e incutindo em seus corações o respeito
e a veneração devida a essa força da natureza que simbolizais.
Fluidificai nossos espíritos
e libertai nossa matéria de todas as impurezas que hajam adquirido.
Permiti que vossas falanges nos protejam e amparem,
assim o fazendo com toda a humanidade.
Salve Iemanjá, Rainha dos mares.
Livro: IEMANJÁ - Autor: J. EDSON ORPHANAKE

 

IEMANJÁ

Iemanjá,
Mãe do Mundo,
Força que mantêm a criação,
Senhora de todos os bens,
Alento da própria vida
Mãe magnânima de todas as mães,
O mar é o seu símbolo, o sal a sua marca.
Proteção é o seu aleitamento eterno,
Iemanjá, Mãe Querida,
Ajuda-nos com tua constância,
Exemplificando em nós o desejo
de perseverar-nos no amor ao nosso
Pai OLORUN.
Odoiá Iemanjá.

 

ORAÇÃO PARA IEMANJÁ

Minha protetora Iemanjá.
Enfermeira dos que sofrem,consoladora dos aflitos,conselheira dos angustiados.
Mãe de todos.
Agradeço de tantas graças que nos concedes.
Indigno-me de tua áurea luminosa.
E rendo-te minha homenagem,rainha das águas.
Que contribui caridade e amor,entre todos os seus filhos.
Eu te agradeço senhora Mãe Iemanjá,por me atender nas horas que recorro a teus poderes divinas graças te dou Iemanjá. Pelas tuas radiações milagrosas,agradeço,dizendo,obrigado por tua proteção constante que tens proporcionando por nossos irmãos que sofrem.
Curvo-me diante de ti e rogo-me,continue dando proteção a teus devotos.
Que dedicam amor profundo.
Que tua áurea bendita continue protegendo e vibrando bondade.
De paz e saúde sobre aqueles que te ajoelham suplicando aos seus pés.
Dai-nos a tua proteção pura e conforto da alma.
Suplico nesta mensagem porque creio em teu poder imenso assim seja.
Minha mãe querida Iemanjá.


PRECE A IEMANJÁ
 
Divina Mãe,
protetora dos pescadores e que governa a humanidade,
dai-nos proteção.
Oh! Doce Iemanja,
limpai as nossas auras,
livrai-nos de todas as tentações.
És a força da natureza,
linda deusa do amor e bondade (faça o pedido).
Ajude-nos descarregando as nossas matérias de todas as impurezas
e que a vossa falange nos proteja,
dando-nos saúde e paz.
Que assim seja feita a vossa vontade.


ORAÇÃO PARA IEMANJÁ
 
Iemanjá, derramai vossos poderosos fluídos sobre todos nós.
Que vossa misericórdia continue a se estender sobre todos os reinos.
Que os fracos sejam protegidos pelos vossos braços
e que os humildes sejam enaltecidos pelo ruído do mar.
Que os movimentos das ondas transmitam muita paz e amor.
Que os orgulhosos percam a arrogância e sintam a satisfação de ser bom,
porque a maldade só nos torna pequenos perante o vosso reino, Senhora.
Que os doentes recebam de vós, minha Santa Rainha,
a cura para todos os males, através das emanações e de vossas vibrações
e que nós sejamos purificados em vossas sagradas águas.
Que a força do vosso reino seja para nós um escudo contra as más influências dos seres inferiores,
pois ainda somos crianças no reino em que vivemos e mal o conhecemos.
Que o vosso sagrado manto agasalhe todos os necessitados
e traga o vosso calor de Santa Mãe, que vós sois.
Senhora, tende piedade de tantos que, como eu, vos invocamos neste momento sublime.
Atendei-nos em nossos pedidos.
Senhora Rainha do Mar e para tanto deixamos nossas suplicas na sétima onda do vosso mar.
Assim seja.
Livro: IEMANJÁ - Autor: J, EDSON ORPHANAKE

 

ORAÇÃO PARA IEMANJÁ

Salve, Estrela do Mar, deusa poderosíssima,
Mãe e advogada de todos os que navegam no mar agitado da vida!
À vossa valiosa proteção confia-nos o vosso séquito de auxiliares,
sereias, ninfas, caboclas do mar, para serem nossas guias, protetoras,
consolo e alento durante as tempestades da vida terrestre.
Refugiamo-nos cheios de confiança e fé em vossa aura e manto vibratório.
Seja nossa guia,
seja nosso farol,
seja sempre nossa brilhante estrela divina que nos orienta,
a fim de que nunca pereçamos nem nos falte rumo da rota segura
que nos fará desviar dos escolhos do mar agitado da vida material.
Aceitai a minha devoção humilde como símbolo de meu carinho e esperança,
para que eu possa trilhar o caminho vital com a mente limpa
e o corpo sem os fluidos negativos que possam dificultar minhas atividades.
Assim seja.
Livro: IEMANJÁ - Autor: J. EDSON ORPHANAKE

 

SÚPLICA A IEMANJÁ

Sereia Rainha, protetora da fauna e flora marítima,
guia dos marinheiros, navegantes, pescadores
e dos que se encontram perdidos nos mares da existência,
dirige também os humildes, os simples de coração, os fracos, os aprendizes, os ignorantes
e todos os que se desviaram da rota correta com suas incertezas morais e evangélicas,
navegando em ondas tempestuosas sem divisar o porto seguro da perfeição espiritual
Senhora dos Oceanos,
símbolo da fecundidade, da procriação e do princípio vital surgido em suas águas,
sê também a imagem da fecunda pureza a ser seguida por aqueles
que estão famintos de ajuda espiritual,
sedentos de Justiça e necessitados de caridade,
criando nos cérebros de nossos companheiros
a consciência de nossa condição de irmãos
vindos da mesma origem e destinados a alcançar mundos elevados,
integrando-os no Todo que é Zâmbi, Olorum, Jeová, Deus,
Consciência Cósmica ou qualquer outro nome que se lhe dêem
e tornando-nos iguais, porque assim o somos, malgrado as aparências exteriores;
Orixá dos Mares,
representante das emoções,
da reprodução e da restauração,
conforme crença de nossos antepassados africanos;
controla as atividades emotivas de nossas autoridades, políticos, dirigentes de grupos religiosos,
iluminando-lhes as mentes e os corações
para produzirem idéias e empreendimentos salutares
visando minorar o sofrimento de milhares de criaturas,
diariamente atiradas em nossas tendas, terreiros, ilês e templos,
carregando pesado fardo de angústia, ansiedade, desespero, doenças físicas e psíquicas,
desequilibradas emocionalmente, em decorrência de adversidades
na luta pela sobrevivência ou da situação difícil que atravessamos,
sofrendo revezes e derrotas,
à procura de emprego,
sofrendo a situação precária ou de outros fatores negativos que lhes imponham sofrimentos morais e psicológicos
Deusa das Águas,
juntamente com sua corte de sereias, ondinas e ninfas, caboclas do mar e espíritos aquáticos,
lava as impurezas da mente daqueles que,
afastados dos nobres ensinamentos do mestre Oxalá,
guiados pelo instinto animal, procedam mal, intentando toda sorte de maldades contra o semelhante, para que, purificados em seus sentimentos,
entrevejam e se conscientizem de que somos todos células do mesmo organismo social, humano, divino e,
enquanto existir uma célula doente,
o corpo todo não está sadio
Mãe Universal,
faça que todos se irmanem nos mesmos ideais e sentimentos cristãos de fraternidade, união e compreensão;
que os companheiros que forem às praias para te homenagearem,
o façam com todo respeito, afeto e carinho
e, acima de tudo, com esperança de um futuro melhor para o gênero humano, sem mágoas, ódios ou ressentimentos,
mas com amor, a única semente capaz de gerar bons frutos,
sê, querida Sereia, a base devocional de nossa estimada Umbanda,
fazendo-a progredir para o bem comum;
que todos, na praia, à beira de teu encantado Reino líquido,
se dêem as mãos e se unam em bondade,
caridade e amor uns aos outros para,
limpos das impurezas dos vícios e imperfeições materiais,
estejam aptos a alcançarem o plano angélico,
a meta mais próxima do estágio humano,
para breve podermos nos integrar na Mente Divina em Sua glória e onipotência
Livro: IEMANJÁ - Autor: J. EDSON ORPHANAKE


 Oração a Iemanjá
Minha protetora Iemanjá.
Enfermeira dos que sofrem consoladora dos aflitos,
conselheira dos angustiados... Mãe de todos.
Agradeço-te tantas graças que nos concedes.
Quero ser merecedora da tua áurea luminosa.
E rendo-te minha homenagem, rainha das águas.
Que distribui caridade e amor, entre todos os seus filhos.
Eu te agradeço Mãe Iemanjá, por me atender nas horas que recorro a
Teus poderes divinos... Graças te dou Iemanjá.
Pelas tuas radiações milagrosas agradeço, agradeço por tua projeção constante.
A todos nossos irmãos que sofrem.
Curvo-me diante de ti e rogo-te, continue dando proteção a teus devotos...
Que te dedicam amor profundo.
Que tua áurea bendita continue protegendo e vibrando bondade.
De paz e saúde sobre aqueles que se ajoelham suplicando aos seus pés.
Dai-nos a tua proteção pura e conforto da alma.
Suplico nesta mensagem porque creio em teu poder imenso...
Assim seja. 



ORAÇÃO DE YEMANJÁ
Odoiá, Odoiá, Iemanjá
Rainha das Ondas, sereia do mar.
Como é belo seu canto, senhora!
Quem escuta chora, mãe das águas,
do oceano, soberana das águas.
Dê-me sucesso, progresso e vitória.
Abra meus caminhos no amor e cuide de mim.
Que as águas sagradas do oceano lavem minha alma e meu ser.
Abençõe, mãe, minha família e meus amigos.
Permita que o amor seja  nossa maior fonte de energia.
Sou suas águas, suas ondas, e a senhora cuida dos meus caminhos.
Iemanjá, em seu poder eu confio.

Oração de Iemanjá

“Iemanjá, Mãe das águas,
Abre as suas asas sobre nós!
Ilumina os nossos corações sedentos de amor e paz.
Abençoa esse serviço espiritual que abraçamos em nome da luz.

Vem, Mãe querida!
Interpenetre os nossos pensamentos e os nossos sentimentos, para dançarmos juntos na luz.
Que as suas águas curativas lavem as nossas mazelas.
E que as criaturinhas extrafísicas da natureza, sob o seu comando, brinquem em nossos chacras acesos de amor.
Mãe das águas,
Abençoa essa estrela bonita, que flutua acima de nossas cabeças.
Essa estrela do Dharma que nos protege com as luzes do Oriente.
Renova os nossos votos de crescimento e nossas energias.
Faz a dança do universalismo quebrar os nossos preconceitos e limitações.
Mãe amada,
Que todos nós (encarnado e desencarnados), possamos ser melhorados com as suas águas curativas.
Que haja a festa da luz em todos nós (em espírito e corpo).
Iemanjá, rainha espiritual,
Abre as suas asas sobre nós!
E abençoa esse nosso serviço espiritual.
Que todos nós sejamos lavados nas águas da bem-aventurança!
De coração aberto, com humildade e respeito, nós agradecemos a sua proteção espiritual.”
Iemanjá Odoiyá!
(fonte: Wagner Borges)
Fonte: (Pesquisa internet)